Korres no Brasil

Se você curte produtos de beleza baseados em ativos encontrados na natureza, orgânicos, sem testes em animais, desenvolvidos em estudos sobre homeopatia e o poder das ervas, também vai gostar de conhecer esta empresa grega, fundada em Atenas no fim dos anos 90 pelo farmacêutico George Korres e sua mulher, a engenheira química Lena Philippou.

Eles visitaram o Brasil em 2011, quando entraram no mercado com o suporte da Johnson & Johnson, num contrato de distribuição. Agora voltam via Avon, que vai distribuir os produtos no mesmo esquema de venda direta através de revista que a Avon faz. Especialistas Korres é o nome destas vendedoras por aqui, mas além delas também dá pra comprar via e-commerce previsto pra ser lançado neste 8/05. As multimarcas e lojas próprias estão nos planos, mas ainda não há nada definido.

A parceria vai além: a Avon também fica responsável pela fabricação dos produtos em território nacional, o que pode confundir um pouco quem já conhece e curte a marca grega, já que as duas têm filosofias diferentes. Eles reforçam que não se trata de uma fusão, apenas do uso de maquinário e mão de obra daqui com o padrão de qualidade e as matérias-primas todas vindas da Grécia – todas as formulações partem do que eles estudam sobre a flora grega e as tradições locais, como o iogurte pra pele queimada de sol por exemplo. Isso possibilita um preço com menos taxação já que ele não é importado.

Por enquanto desembarcam no Brasil 120 itens, divididos entre rosto, corpo e cabelo, com loções de limpeza, séruns, esfoliantes e o hidratante iluminador Wild Rose, de rosa mosqueta, que é da linha mais vendida da Korres no mundo. Em junho chegou a linha masculina, seguida das maquiagens (inclua aí o batom hidratante com manteiga de manga!) e a linha solar de iogurte.

Korreskorres romã